segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Bíblia para quem precisa

Tempos atrás, fui convidado a pregar em um povoado da cidade de São Domingos do Maranhão (a 400km de São Luís), um lugarejo de pessoas muito simples e carentes de recursos financeiros. Lá fui eu, feliz da vida! Enquanto o dirigente do culto fazia a abertura, percebi muitas pessoas sem a Bíblia. Solícito, ofereci a minha imponente Bíblia de Estudo a uma senhora que estava próxima a mim. Ela, meio envergonhada, respondeu-me: "Eu não sei ler, não senhor".

Eu, que havia planejado ministrar uma determinada mensagem, recorri, meio sem jeito (e aperreado) ao Espírito Santo, pois só Ele poderia me dar as palavras certas, com a simplicidade verdadeira do Evangelho, para pregar àquelas pessoas, numa linguagem na qual elas pudessem compreender. Foi um culto marcante na minha vida, pessoas se converteram, e sai dali diferente e pensativo.

Hoje, criticamos muito aqueles que distorcem a essência da Palavra, com heresias e invencionices de todo tipo, mas não podemos esquecer que "falar grego" para parecer culto, ou, como certos pregadores, pregar trechos e mais trechos "em línguas estranhas", para parecer ungido, não cumpre em nada o básico mandamento do "ide e pregai o evangelho a toda criatura".

Vez em quando, ainda esqueço da lição que aprendi naquele lugarejo, no interior do Maranhão, e profiro algumas palavras pomposas. Daí me lembro da simplicidade de Jesus e reconheço o quanto ainda preciso aprender a depender mais do Espírito Santo, sem o qual nenhuma palavra ministrada, seja ela de difícil ou fácil compreensão, teria sentido.

7 comentários:

Eduardo Medeiros disse...

oi cabalau, tudo bem?

que boa lição, hein? rsssss

abraços

disse...

É isso aí meu amigo, tem que pregar com uma a linguagem que o povo entenda, eu não sei pra que ser tão culto em lugares que nem pede pra ser tanto, há lugares com pessoas humildes que se faz necessário uma linguagem mais simples, Por falar em linguagem culta, aliás tem texto na Blogosfera que nem da vontade de lê, tem gente que escreve texto que você tem que lê com um dicionário ao lado rsss, destes, eu passo batido. Paz meu amigo, que Deus sempre te capacite para pregação simples do Evangelho, para que aja entendimento para os que te ouvem,e assim a palavra frutifiquem em todos!

Andre disse...

Cabalau, você é um jornalista e pastor. Tem uma das lições de Corrêa que sempre lembro: "Como atingir o público médio? Aquele que está lá, não conhecemos e nem sabemos se realmente existe. Aquele que não pode entender tudo mas também não pode ser substimado... e pa pa pa pa" Você usa a língua para expressar a outros? Você terá um bocado de coisa a aprender e nós temos. Obrigado pelas palavras. :D FALow!

Clovis Cabalau disse...

Pois é Eduardo, Rô e André, vivendo e aprendendo.
Deus abençoe.

Brena Oliveira disse...

Maravilha! Deus te abençoe cada vez mais!
Da sua fã...

Luciana Rocha disse...

As vezes nós somos observados pelas atitudes que tomamos e pelas palavras que proferimos. Sei que todos nós possuímos defeitos, mas se for para nos espelharmos em cristãos - mesmo que com seus defeitos - escolheria me espelhar em você, meu pastor, que com sua simplicidade consegue ser alguém diferente. Deus te abençoe Cabalau, continue nessa simplicidade de Jesus, pois não esqueça que as pessoas observam nossas atitudes e nossas palavras - e as reproduzem por achar que são as corretas, por isso devemos sempre ser exemplos). Vc e Dini são exemplos na minha vida!

Clovis Cabalau disse...

Obrigado, Lu, nós nos alegramos em ter você na batalha conosco. Louvo a Deus pela tua vida. Fica firme e continue sendo exemplo.

Postar um comentário