segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Tirem as crianças da sala



Vi este vídeo no blog do Genizah e roubei-o descaradamente. Certamente o produto deve estar sendo vendido com o selo “Comprando este DVD, você está ajudando o Reino e colaborando com o nosso ministério”. O certo mesmo seria uma tarja do juizado de menores escrita “Proibido para menores de 12 anos”, sob a cautela de não influenciar outras crianças a fazerem o mesmo.

Não sei o que é mais triste, ver uma criança adestrada [e sem noção] ou perceber que há uma igreja inteira no local indo na onda e dando glória. Seguindo à risca a cartilha do "professor", o menino se vale de clichês do tipo "pega na mão do teu irmão e profetiza blá, blá, blá...", "eu te ordeno, Satanás...", "cura agora, Jesus...”. Só falta dizer “Quem manda aqui sou eu e doido é aquele que não obedecer [incluindo o próprio Senhor]". É lamentável ver que os crentes não querem pensar. Querem mesmo é um pregador lhes dizendo o que devem fazer. Irmãos, existem pastores sérios, que pregam à luz da Palavra e não baseados em “revelamentos” auto-promocionais. Homens e mulheres comprometidos com a verdade, preocupados em orientar e não adestrar. Pense nisso.

4 comentários:

Dini Kelly disse...

"Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres?
Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade." Mt 7.22s

Seria iniquiddade usar crianças pra se promover?

Alonso Reis Freire disse...

Caro Clovis, primeiramente, gostaria de parabenizá-lo pelo blog. Aprecio sua iniciativa. É realmente preocupante o crescente uso de crianças para fins tão iníquos, inclusive em no do Evangelho.
Continue postanto. Já estou lhe seguindo.
Quando você tiver um tempinho, visite o meu: www.direitoconstitucionalamericano.com
Um abraço.

Vinícius disse...

Tolo vejo quem é por suas obras e palavras.

Pr. Marcello Matias disse...

Ih, aí um maluco que concorda com essas bizarrices, né Vinícius? O tolo só pode ser você, Parabéns Clóvis. Concordo plenamente.

Postar um comentário