domingo, 4 de julho de 2010

É...


...quando comentei aqui no CrentePensante e em post do Púlpito Cristão sobre a postura pseudo-patriótica do brasileiro em tempo de Copa do Mundo, li comentários raivosos sobre meu posicionamento. Esse é um daqueles casos em que detesto dizer que tinha razão. Quisera poder estar agora comemorando a presença da Seleção nas semi-finais, mas... O que vemos hoje é um país outra vez indiferente às suas cores.

Bastaram algumas horas para que as milhões de bandeirolas antes orgulhosamente afixadas nos carros tivessem outro fim [provavelmente a lata do lixo]. A bandeira nacional, mais que depressa, foi retirada das sacadas dos prédios e da porta das casas. Ninguém mais usava o verde-amarelo [cores que, no trivial, são altamente cafonas se combinadas no vestuário]. De entusiasmado torcedor a Madalena arrependida ficaram alguns dos milhares que “investiram” na bagatela de R$ 189,00 na compra de uma camisa oficial da Seleção. Na garganta, o gosto amargo da derrota. No ar, o silêncio das vuvuzelas caladas.

Eu não comprei bandeira do Brasil, camisa da Seleção, ou muito menos afixei bandeirolas no meu carro. Não vejo nenhum problema na atitude de que o fez, mas vejo uma lamentável falta de senso patriótico em quem se apressou em tirar o verde-amarelo da sacada, jogou as bandeirinhas automotivas no lixo ou engavetou a camisa canarinho com certa raiva.

O Brasil perdeu um jogo. E daí? A pior derrota é a perda da oportunidade de mostrar que somos patriotas perdendo ou ganhando. Com troféu ou sem troféu. Em 2014, tudo outra vez.

11 comentários:

Eder Barbosa de Melo disse...

Faço minhas as suas palavras, não é porque o Brasil perdeu o mundial (um jogo de futebol) que eu vou deixar de sentir orgulho do meu país, meu orgulho não se limita a uma copa, é tanto que não vibro com a copa como se fosse a coisa mais impostante da vida (e como você eu respeito quem vibra, pinta a cara, os muros, compra camisa, bandeira e tudo mais...), o povo acaba esquecendo que ser brasileiro representa muito mais do que pertencer a o país do futebol, fazer o que?

Muito bom o conteudo do seu Blog, inclui nos meus favoritos pra ficar mais facil ficar atualizado e comentar. Abraço!

Brena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brena disse...

Você tirou as palavras da minha boca.Quando ganhávamos era só alegria e distribuição de elogios ao Dunga e aos jogadores, mas agora, que decepção! Devemos amar o nosso país,independente de vitórias ou derrotas! Muito interessante essa postagem! Parabéns Clóvis

Clovis Cabalau disse...

Valeu Eder e Brena. Sejamos brasileiros e felizes com o país que o Senhor nos deu. Futebol é ótimo, mas nem sempre ganhamos todas. E a derrota sempre ensina mais que a vitória. É bíblico. Deus abençoe.

disse...

Concordo contigo. Mas este povo gosta de ser enganado, muitos sabiam que o Brasil não iria ganhar, se ele ganhasse poderia dar adeus a Copa de 2014 aqui no Brasil!

Eder Barbosa de Melo disse...

É isso aí meu querido, são coisas da vida. A derrota ensina mais que a vitória mesmo. É claro que queriamos ver nosso time ganhando, mas não é por isso que a gente vai deixar desvanecer a nossa brasilidade.


Rô, como assim se ganhasse poderia dar adeus a 2014?

Eduardo Medeiros disse...

Clóvis, você está certo. Nunca entendi muito bem essa patriotada brasileira que só é patriota quando ganha a copa. O pior é que os brasileiros acham que o Brasil tem que ganhar todas as copas que disputar...

disse...

Eder leia em meu blog ,meu amigo, vc acha que vão deixar o brasil perder a copa em casa novamente? isto esta engasgado maninho srsr leia em blog!

Bruna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna Castelo Branco disse...

"O Brasil perdeu um jogo. E daí? A pior derrota é a perda da oportunidade de mostrar que somos patriotas perdendo ou ganhando." Resumiu bem o patriotismo sazonal. Espero um dia que o orgulho seja maior que um evento.
Um abraço

Brena disse...

É realmente,a pressão sobre a seleção brasileira é muito grande em relação ao futebol! Que Deus abençoe essas pessoas que só sabem ganhar...

Postar um comentário